Radialcor
Partilhar
Contacte-nos

Glossário

  • Letra A

    • Absorção
      Capacidade de uma superfície absorver determinado produto.
    • Acabamento
      Tinta, verniz ou produto similar para ser aplicado como camada final de um esquema de pintura, que fica em contacto direto com o meio exterior.
    • Acabamento acetinado
      Grau de brilho do acabamento entre o semibrilho e o semiacetinado.
    • Acabamento aveludado
      Tipo de acabamento liso com o aspeto final e toque, idêntico ao veludo e com grau de brilho baixo.
    • Acabamento brilhante
      Acabamento com brilho.
    • Acabamento fosco
      Acabamento sem brilho, semelhante ao mate, normalmente mais associado a esmaltes.
    • Acabamento mate
      Acabamento sem brilho.
    • Acabamento semiacetinado
      Grau de brilho do acabamento entre o semimate e o acetinado.
    • Acabamento semibrilhante
      Grau de brilho do acabamento entre o acetinado e o brilhante.
    • Acabamento semimate
      Grau de brilho do acabamento entre o mate e o semiacetinado.
    • Acetinado
      Tipo de acabamento de uma tinta com as características visuais e tácteis do cetim.
    • Acrílico
      Relativo ou derivado de um ácido usado no fabrico de resinas sintéticas.
    • Aderência
      Propriedade de uma película, resultante do conjunto das forças de ligação que se desenvolvem entre essa película e a sua base de aplicação.
    • Aditivo
      Substância que se incorpora em pequena percentagem nas tintas, vernizes e produtos similares com o fim de lhes melhorar determinadas características. Os mais correntes são os dispersantes, espessantes, secantes, plastificantes, antiespumas e bactericidas.
    • Adsorção
      Processo pelo qual moléculas estranhas são atraídas para a superfície de uma substância.
    • Afagar
      Desbastar saliências do suporte.
    • Aglutinante
      Conjunto de componentes das tintas, vernizes ou produtos similares que permitem a formação da película sólida.
    • Alcalinidade
      Soma das bases tituláveis com um ácido forte. Representa a capacidade que um sistema aquoso tem para neutralizar ácidos sem perturbar de forma extrema as atividades biológicas que nele decorrem.
    • Alvenaria
      Construção feita de tijolos, pedras, cimento, argamassa e estuque.
    • Amarelecimento
      Defeito de pintura que ocorre durante o envelhecimento de um revestimento por pintura, caracterizado pela sobreposição de uma tonalidade amarela à cor inicial.
    • Amolecimento
      Defeito de pintura que ocorre durante o envelhecimento de um revestimento por pintura, caracterizado por uma diminuição da sua dureza.
    • Aplicabilidade
      Propriedade de uma tinta ou produto similar de, na espessura e meios de aplicação previstos, ser fácil de aplicar.
    • Aquoso
      Produto que é formulado à base de água.
    • Argamassa
      Mistura de ligante com sílica utilizada na construção civil.
    • Aspeto
      Aparência final de uma camada de tinta depois de seca.
  • Letra B

    • Bandeja
      Utensílio de pintura utilizado para passar e retirar o excesso de tinta no rolo.
    • Base
      Também chamada de álcali. Compostos químicos orgânicos que contém na sua molécula radicais hidroxilos (OH). As bases possuem, a 25ºC, valores de pH acima de 7.
    • Betume
      Composição pastosa destinada a nivelar as irregularidades existentes no suporte de aplicação, preparando o para um acabamento.
    • Biocida
      Agente químico que evita que as bactérias deteriorem a tinta ou a massa durante a armazenagem e impede o crescimento de fungos, algas e bactérias sobre a tinta aplicada.
    • Bolhas de ar
      Defeito temporal ou permanente na película de um revestimento, provocado pela retenção de ar ou pelos vapores de solvente.
    • Bolor
      São fungos que se desenvolvem em climas quentes, húmidos e mal ventilados.São fungos que se desenvolvem em climas quentes, húmidos e mal ventilados.
    • Borracha clorada
      Resinas que resultam da reação da borracha (solubilizada em tetracloreto de carbono) com o cloro.
    • Brilho
      Propriedade ótica de uma superfície, caracterizada pela sua capacidade de refletir a luz.
  • Letra C

    • Calcinação
      Deterioração da superfície de uma tinta em exteriores pela ação das intempéries, resultando numa superfície desbotada coberta de um pó esbranquiçado. A calcinação ocorre quando o ligante é degradado por condições ambientais adversas. Deve ser removida antes de repintar.
    • Casca de laranja
      Defeito de pintura que ocorre durante a formação de uma película caracterizado por esta apresentar um aspeto semelhante ao de casca de laranja.
    • CEPE
      Confédération Européenne des Associations de Fabricants de Peintures.
    • Cerdas
      Pelos grossos, duros e compridos de javali e de outros animais utilizados nos pincéis.
    • Cobertura
      Diz se da capacidade da tinta cobrir a cor de fundo quando aplicada sobre o mesmo. Refere se não apenas à opacidade do filme, mas também à sua espessura e nivelamento.
    • Compatibilidade
      Características exigida a uma tinta, verniz ou produto similar, que permite a sua aplicação sem que se verifiquem quaisquer alterações inconvenientes, imediatas ou posteriores, entre eles e a base de aplicação.
    • Consistência
      Viscosidade aparente de uma tinta, verniz ou produto similar, quando sujeito a solicitações mecânicas exteriores.
    • Cor
      Sensação resultante da perceção visual de radiação duma dada composição espectral.
    • Corante
      Substância solúvel no veículo, ao qual se adiciona para dar cor, e que, ao contrário do pigmento, tem um poder opacificante nulo ou muito fraco.
    • Cores análogas
      Estão juntas no Círculo das Cores, análogas porque há nelas uma mesma cor básica.
    • Cores complementares
      São contrastantes entre si e estão opostas no Círculo das Cores.
    • Cores neutras
      São aquelas onde não há predomínio de tonalidades quentes ou frias: os tons de preto, branco, cinza e bege.
    • Cores primárias
      As cores primárias são pigmentos naturais: vegetal e mineral (cromo, cobalto etc.). Não se formam pela mistura de outras cores.
    • Cores secundárias
      São cores resultantes da mistura de duas cores primárias na mesma proporção. São elas o laranja, o violeta e o verde.
    • Corrosão
      Defeito de pintura que ocorre durante o envelhecimento de um revestimento por pintura, caracterizado pelo aparecimento de produtos de corrosão do suporte de aplicação metálico, os quais, originando perdas locais de aderência do revestimento, acabam por conduzir à sua destruição.
    • COV
      Compostos Orgânicos Voláteis que são libertados durante a aplicação e secagem da tinta.
    • Crateras
      Defeito de pintura que ocorre durante a formação de uma película caracterizado pelo aparecimento de pequenas depressões, temporárias ou permanentes, provenientes da presença de contaminantes sobre a base de aplicação.
  • Letra D

    • Decapagem
      Tratamento para superfícies ferrosas para eliminar óxido de ferro e pinturas antigas.
    • Decapante
      Produto que, por ação física e/ou química, provoca o amolecimento dos revestimentos por pintura, possibilitando a sua remoção do suporte de aplicação.
    • Defeito de pintura
      Deterioração da estrutura de uma película ou de um revestimento por pintura, devida à degradação das suas propriedades específicas.
    • Demão
      Depósito contínuo de uma tinta, verniz ou produto similar efetuado numa só operação de aplicação.
    • Depósito
      Aglomerado de pigmentos e cargas formado no fundo dos recipientes de tintas e produtos similares por ação da sedimentação.
    • Descamação
      Defeito de pintura que ocorre durante o envelhecimento de um revestimento por pintura, caracterizado pela perda total de aderência de uma película ou de um conjunto de películas de tinta à respetiva base de aplicação e que provoca a sua separação em escamas de dimensões variados.
    • Descolamento do revestimento
      Defeito de pintura, que ocorre durante o envelhecimento de um revestimento por pintura. Caracteriza se pela perda total de aderência do revestimento ao suporte de aplicação, em grandes áreas.
    • Descoloração
      Defeito de pintura caracterizado por uma diminuição da intensidade da cor inicial.
    • Desengordurante
      Produto utilizado para remover óleos e gorduras das superfícies a pintar.
    • Detergente
      Produto que elimina os contaminantes da superfície. Utilizado em banhos para eliminar óleos, gorduras e outros contaminantes, especialmente em processos industriais.
    • Diluente
      Líquido volátil, parcial ou totalmente miscível com o veículo, que adicionado a uma tinta ou verniz, lhe reduz a viscosidade.
    • Diluente de limpeza
      Diluente usado para limpar o equipamento de aplicação.
    • Diluição
      Acão de reduzir a viscosidade de um revestimento, com o objetivo de melhorar a aplicabilidade em função do processo de aplicação a utilizar.
    • Durabilidade
      Capacidade de um material para resistir aos ataques destrutivos do meio ambiente a que está exposto (intempérie, raios UV, resistência à abrasão, resistência química, etc). Depende de fatores tais como a aplicação, a espessura da camada aplicada, a severidade do ambiente e da resistência do revestimento.
    • Dureza
      Propriedade de uma película que lhe permite resistir a esforços concentrados sem se alterar.
  • Letra E

    • Eflorescência
      Formação de um depósito à superfície de uma película.
    • Elasticidade
      Capacidade da tinta expandir se e contrair se com o substrato, sem sofrer alterações no seu aspeto. A expansão e contração geralmente ocorrem devido a variações de temperatura e humidade.
    • Embaciamento
      Defeito de pintura, que ocorre durante a formação de uma película, caracterizado pela falta do seu brilho característico, após secagem. Pode ser provado pela condensação de humidade durante a aplicação e secagem.
    • Empolamento
      Deformação convexa na película, que surge a partir de um destacamento localizado de uma ou mais camadas que constituem o revestimento por pintura.
    • Emulsão
      Mistura de dois líquidos não miscíveis, um dos quais (líquido emulsionado) está disperso no outro (líquido dispersante), sob a forma de finas gotículas.
    • Endurecimento
      Transformação do veículo fixo de uma tinta, verniz ou produto similar que conduz, após secagem, à dureza máxima de um revestimento por pintura.
    • Enegrecimento
      Defeito de pintura, que ocorre durante o envelhecimento de um revestimento por pintura, caracterizado por um deslocamento da cor para zona acromática do espectro, eventualmente acompanhado por uma diminuição de brilho.
    • Enrugamento
      Defeito de pintura, que ocorre durante a formação de uma película, caracterizado pelo aparecimento de ondulações mais ou menos pronunciadas, distribuídas com certa regularidade, em toda ou em parte da sua espessura.
    • Envelhecimento
      Modificações irreversíveis nas propriedades da película que ocorrem ao longo do tempo.
    • Envernizar
      Cobrir de verniz uma determinada superfície.
    • Escorridos
      Defeito de pintura, que ocorre durante a formação de uma película, caracterizado pelo aparecimento de ondulações originadas pelo movimento descendente do produto aplicado em excesso.
    • Esmalte
      Tinta, normalmente utilizada na madeira e metais, devido à sua elasticidade. Apresenta um acabamento liso, de aspeto normalmente brilhante e com capacidades de lacagem.
    • Espátula
      Ferramenta utilizada para aplicar e alisar massas na superfície a pintar.
    • Espessante
      Aditivo utilizado para deixar a tinta com a viscosidade adequada.
    • Espetrofotómetro
      Aparelho que lê e descodifica a cor de uma amostra.
    • Esquema de pintura
      Conjunto de tintas, vernizes ou produtos similares que, aplicados uns sobre os outros pela ordem conveniente, constituem o revestimento propriamente dito.
    • Estuque
      Argamassa feita com gesso.
    • Exfoliação
      Defeito de pintura, que ocorre durante o envelhecimento de um revestimento por pintura, caracterizado pela perda total de aderência de uma película ou de um conjunto de películas de tinta à respetiva base de aplicação e que provoca a sua separação em tiras de dimensões apreciáveis.
  • Letra F

    • Farinação
      Aparecimento de uma poeira fina, pouco aderente à superfície da película, proveniente da degradação de um ou de vários dos seus constituintes.
    • Ferroso
      Diz se do metal que contém ferro e está sujeito à corrosão.
    • Ferrugem
      Óxido de ferro, que aparece em substratos ferrosos e que os vai destruindo.
    • Fissuração da tinta
      Defeito de pintura, que ocorre durante o envelhecimento de um revestimento por pintura, caracterizado pelo aparecimento de fendas mais ou menos profundas.
    • Flexibilidade
      Capacidade de uma película seca acompanhar, sem deterioração, as deformações do substrato no qual está aplicada.
    • Fungicida
      Substância química adicionada à tinta que inibe a ação dos fungos que geralmente atacam as superfícies pintadas.
    • Fungo
      Formação orgânica que pode aparecer na superfície de uma tinta, principalmente em áreas húmidas.
  • Letra G

    • Galvanizado
      Peça metálica ferrosa que recebeu uma camada de zinco ou outro metal, que a tornou mais resistente à corrosão.
    • Gesso
      Sulfato de cal hidratado.
    • Gretar
      Abrir uma racha ou fenda.
  • Letra H

    • Hidrorrepelente
      Produto que repele a água e não a deixa entrar no substrato.
    • Humidade
      Medida da quantidade de vapor de água que existe no ar. Pode ser expressa em humidade absoluta ou humidade relativa.
  • Letra I

    • ICS
      Industrial Colour System.
    • Ignífugo
      Material combustível mas não inflamável, ou seja, queima mas sem chama, pelo que não propaga o fogo.
    • Impermeabilizante
      Produto que não se deixa atravessar por fluídos, especialmente pela água. Aplicado principalmente em terraços ou fachadas quando se pretende um isolamento contra a penetração da água.
    • Impermeabilizar
      Acção que permite preparar um suporte por forma a que não deixe passar água.
    • Impregnação
      Tratamento dum substrato de modo a preencher poros, nomeadamente no betão.
    • Inflamável
      Que se pode inflamar ou se inflama facilmente.
    • Insolúvel
      Material que não é solúvel.
    • Intumescente
      Material reativo que reage à ação do calor de um incêndio, inchando e criando uma barreira termicamente isolante do fogo.
    • Intumescente (2)
      Produtos que reagem à ação do calor, inchando, protegendo o substrato momentaneamente, da ação do fogo.
    • ISO
      International Organization for Standardization
  • Letra J

    • Junta
      Intervalo ou espaço entre dois materiais de construção que se encontram, por exemplo, dois azulejos.
  • Letra L

    • Lacagem
      Capacidade de uma película recém-aplicada para eliminar espontaneamente as deformações superficiais resultantes do método de aplicação usado.
    • Lavabilidade
      Capacidade de uma película seca de produto de pintura para ser limpa, por lavagem de poeiras, sujidades e manchas superficiais sem alteração das suas propriedades específicas.
    • Ligante
      É o conjunto de componentes das tintas ou vernizes que permitem a formação da pelicula sólida. Conferem às tintas propriedades físicas e químicas diversas.
    • Lixas
      São usadas para regularizar superfícies e/ou criar rugosidade no substrato a pintar. Conforme o tipo de substrato (madeira, metal, alvenaria) assim se utiliza uma lixa diferente.
  • Letra M

    • Método de aplicação
      Termo geral para descrever o processo de aplicação de pintura num substrato, tal como: imersão, projeção, rolo ou trincha.
  • Letra O

    • Óleo
      Elemento para proteger e nutrir a madeira. Simples de aplicar, mas que requer tratamento regular, pois vai sendo absorvido durante o processo de secagem. Aplique com um pincel ou brocha para entrar profundamente nos poros da madeira. Em continuação, a superfície pode ser polida com um pano fino, o que permite obter uma superfície muito resistente.
    • Opacidade
      Aptidão de uma tinta ou produto similar para encobrir, após secagem, a cor ou diferenças de cor da base de aplicação.
    • Opalescência
      Aspeto leitoso que, por vezes, se desenvolve durante a secagem da película de um verniz devido à humidade do ar e/ou à precipitação de um ou de vários constituintes sólidos do verniz.
    • Oxidação
      Reação química com oxigénio. Por exemplo, o enferrujamento de ferro ou aço.
  • Letra P

    • Pele
      Camada sólida, que se forma à superfície de certas tintas, vernizes ou produtos similares em contacto com o ar, no interior dos recipientes em que estão contidos.
    • Película
      Camada resultante da aplicação de uma demão de tinta, verniz ou produto similar.
    • Permeabilidade
      Aptidão de uma película seca para se deixar atravessar por determinadas substâncias no estado líquido ou gasoso, sob condições específicas.
    • Pigmento
      Substância sólida, em geral finamente dividida, praticamente insolúvel no veículo, usada na preparação de tintas com fim de lhes conferir cor e opacidade ou certas características especiais.
    • Pincel
      Objeto constituído de um conjunto de pelos ou de fibras, fixado na extremidade de um cabo e que se usa para aplicar tintas, verniz, cola, etc.
    • Poder de cobertura
      Quantidade mínima de tinta a aplicar por unidade de área, sob condições especificadas, capaz de encobrir por opacidade a cor base de aplicação.
    • Poroso
      Substrato que possui poros.
    • Primário
      Tinta apropriada para ser aplicada diretamente sobre o suporte de aplicação de modo a garantir a sua proteção e a aderência das camadas de tinta subsequentes.
    • Pulverulência
      Aplicação de uma camada fina de produto com o auxílio de um equipamento com pressão, por exemplo pistola de pintura.
  • Letra R

    • Reboco
      Argamassa de cal ou cimento e areia, que se aplica em paredes, afim de prepará-la para o revestimento.
    • Rendimento
      Quantidade de produto de pintura por unidade de área que é necessário para originar, sob determinadas condições de aplicação, uma película seca com uma dada espessura (p.ex. L/m2 ou Kg/m2).
    • Resina
      Substância orgânica sólida, semi-sólida ou líquida, amorfa, termoplástica ou termoendurecível não condutora de electricidade, em geral insolúvel em água, mas solúvel em certos dissolventes orgânicos.
    • Retoque
      Aplicação de uma pequena camada de tinta com a intenção de emendar um defeito.
  • Letra S

    • Salitre
      O aparecimento de eflorescências de salitre nas paredes é provocada pela cristalização à superfície de sais solúveis que são transportados pela humidade existente numa parede, quando esta se desloca para o exterior das paredes. Este problema causa frequentemente a completa degradação dos suportes.
    • Secagem
      Conjunto de transformações físicas, e /ou físico químicas e/ou químicas que provocam a passagem da tinta, verniz ou produto similar do estado líquido ou pastoso ao estado sólido.
    • Secante
      Aditivo que, quando incorporado em pequena percentagem em tintas, vernizes ou produtos similares oleosos ou óleo resinosos, provoca uma apreciável redução dos tempos de secagem à temperatura ambiente.
    • Sedimentação
      Deposição dos pigmentos e cargas de uma tinta ou produto similar, no fundo dos recipientes por ação do campo gravítico.
    • Sistema de Pintura
      Conjunto de esquemas de pintura que se destinam a assegurar a proteção de um suporte de aplicação e/ou a conferir lhe certas características particulares.
    • Solvente
      É utilizado nas tintas para reduzir a viscosidade ou consistência, com o objetivo de se obter uma maior facilidade na aplicação. Entre os solventes mais comuns estão a água, aguarrás, álcool, acetona, diluente e outros. É um líquido, geralmente volátil, no qual as partículas de tinta estão dissolvidas ou dispersas.
    • Subcapa
      Tinta destinada a ser aplicada sobre um primário e apta a receber quer uma nova camada intermédia quer um acabamento.
    • Sujidade
      Defeito de pintura, caracterizado pelo aparecimento de manchas e/ou aspereza na película, originadas pela presença de impurezas provenientes quer do meio ambiente quer do suporte de aplicação.
    • Suporte de Aplicação
      Superfície não revestida por pintura, sobre a qual se aplica uma tinta, verniz ou produto similar.
  • Letra T

    • Tapa poros
      Selante para madeira.
    • Tela
      Tela em fibra de vidro com padrões variados, aplicada sobre uma superfície a qual, posteriormente, é pintada.
    • Tempo de endurecimento
      Intervalo de tempo compreendido entre a aplicação de uma tinta, verniz ou produto similar e o seu endurecimento.
    • Tempo de secagem ao tato
      Intervalo de tempo compreendido entre a aplicação de uma tinta, verniz ou produto similar e o momento em que um ligeiro toque exercido com um dedo na película não deixa marca visível nesta.
    • Tempo de secagem em profundidade
      Intervalo de tempo compreendido entre a aplicação de uma tinta, verniz ou produto similar e a sua secagem em profundidade.
    • Tempo de secagem entre demãos
      Intervalo de tempo compreendido entre a aplicação de uma película de tinta, verniz ou produto similar e o momento em que esta já se encontra em condições de receber satisfatoriamente uma película subsequente.
    • Tempo de secagem para utilização
      Intervalo de tempo compreendido entre a aplicação de uma película de tinta, verniz ou produto similar e o momento em que esta já se encontra em condições de ser totalmente utilizada, por exemplo podermos encher um depósito de água depois de aplicada a tinta.
    • Tempo de secagem superficial
      Intervalo de tempo entre a aplicação de uma tinta, verniz ou produto similar e a sua secagem.
    • Tempo para repintura
      Intervalo de tempo compreendido entre a aplicação de uma película de tinta, verniz ou produto similar e o momento em que esta já se encontra em condições de receber satisfatoriamente uma película subsequente.
    • Textura
      Superfície com pequenos relevos.
    • Tinta
      Produto de pintura pigmentado, líquido, em pasta ou em pó, que quando aplicado num substrato, forma uma película opaca dotada de propriedades protetoras, decorativas ou propriedades específicas.
    • Tinta Efeito Ardósia
      Tinta de cor negra que, aplicada numa parede ou outra superfície devidamente preparada, permite obter uma superfície onde se pode escrever com um giz e apagar com um pano molhado.
    • Tinta Fosforescente
      Tinta que apresenta certa luminescência de cor amarelo esverdeado no escuro, depois de sobre ela incidir luz. Este é um produto que pretende divertir as crianças.
    • Tinta magnética
      Tinta de cor cinza escuro que transforma uma parede ou outra superfície num quadro magnético onde se pode pendurar notas, desenhos, etc. Destina se a ser recoberta com uma outra tinta de acabamento, na cor que se deseje.
    • Trincha
      Espécie de pincel largo.
  • Letra U

    • UV
      Raios ultra violeta.
  • Letra V

    • Verniz
      Composição não pigmentada líquida que, quando aplicada em camada fina sobre uma superfície apropriada, no estado em que é fornecida ou após diluição, é convertível, ao fim de certo tempo, numa película sólida, contínua, transparente ou translúcida e mais ou menos dura.
    • Viscosidade
      Medida da consistência e fluidez de um revestimento.
    • Volátil
      Que sofre evaporação.